AMANTES DE FRESCO POR UMA TARDE | NEW IN

By | 20:02 1 comment



   25 de Abril e a revolução já batia os seus longos anos de comemoração na capital. Foi exactamente esta data escolhida para reunir uma equipa jovem de entusiastas nas artes. Sim, falo do encontro entre o The Redeye e o elenco da peça "Amantes de fresco".

   Sabíamos tanto como vocês - que nos lêem - quando nos encontramos com eles. Na verdade estávamos empolgados com o encontro exactamente por isso: parece ser tudo dito mas nada no fundo o é.
   Centro de Lisboa, calor soberbo de verão uma esplanada no lounge PARK. Tinha de ser ali e nunca fora.
   A minha excitação verificou-se logo na minha primeira questão,  essencialmente assentava em problematizar o facto do significado da peça, para o público. - "Representa as pessoas rirem, é passado no momento, fala do amor, relações extra-conjugais, de uma forma caricaturada." - Diz-nos Filipe Salgueiro.


   Engraçado que posso-vos assegurar que durante aquelas horas em que estivemos juntos não houve um único segundo em que não estivesse alguém a sorrir. Nisto, ouvi um grande: "A peça é baseada na minha e na tua vida!”  e era novamente Filipe Salgueiro quem falava. Dizia que existia uma relação de proximidade desejada entre os actores e todo o espectro populacional da peça. 
   Concluímos, portanto, que a peça seria à volta de um casal (Carlos Xavier e Jéssica) que mesmo estando numa relação. apresentam relações extra-conjugais das quais não querem destruir. Claro está, que tudo é uma representação da contemporaneidade mas sem o estatuto moralista comuns a este tipo teatral. 


   Não só ficamos impressionados por toda esta representação do "amor" como de boca a aberta quando Mafalda Marafusta nos diz que cada actor terá dois papéis durante a peça. Ficamos um pouco confusos mas logo nos esclareceu que seria uma forma de comprovar e explorar a versatilidade de todo o elenco. Mafalda dará vida a Sónia e Verónika, duas personagens antagónicas. Poderia escrever um excerto da pequena definição de cada personagem mas, acreditem, vocês vão querer ver a peça e descobrir por vocês o que esta actriz tem para vos dar.
   Não obstante, tentamos manter um ritmo acelerado na entrevista para ter o maior numero de informação possível para vos fornecer sendo que Rodrigo Gaspar (Vasco Lioso e alguém que vocês vão ter de descobrir) acaba por nos elucidar dizendo entre risos "vão existir convidados sempre com peças diferentes, ou seja , um lego que se encaixará em cada peça". - De facto, não poderíamos querer mais para ficarmos com a curiosidade de a ver. 
   Vimos na cara de Soraya Lopes (Verónica e Daisy na peça) que concordava com tudo o que estava a ser dito até que do mar de palavras que estava a ser trocado declara: "Todas as formas de amor são possíveis".    De facto, além do amor que se via claramente partilhado entre este rico elenco, era possível verificar que sim, este grupo estava empenhado em levar até ao publico, momentos de bom entretenimento e pura ligação. Fica também a nota a Liliana Fonseca que se demonstrou super empenhada no projecto e revelou-nos um pormenor curioso que é o facto de um dos seus maiores desafios é controlar as vozes das duas personagens antagónicas.



   A ideia é levar esta peça, que se estreia no Hotel Fonte Cruz na Avenida da Liberdade em Lisboa, até aos mais variados pontos do País, restaurando a tradição de "tour" de peças de teatro. Nota-se que será um projecto que evolui do zero e bastante determinado a ser a promessa do entretenimento para todas as idades, uma vez que no meio desta informal entrevista, Filipe Salgueiro, afirma que não se pode agradar a gregos e troianos e se por um lado o plano artístico português encontra-se estagnado, não é por isto que se vai parar de fazer coisas diferentes. Daí este projecto, "ou se gosta ou não se gosta" - palavras sábias do produtor de "Amantes de fresco".
   Calma. O melhor vem agora. Se achavam que existiam papéis interessantes na peça esperem até saber o que João Frizza irá representar: Sheila Del Rey, assim como quem diz: travesti mais famoso de Lisboa, super amigo da nossa Jéssica e com um show denominado "Finalmente". 
   Acho que já vos demonstrei tudo o que precisam para ficarem com a pulga atrás da orelha. Já foi realizado um ensaio aberto (iniciativa que o The Redeye acha de louvar) e a opinião dos participantes foi bastante unânime quando afirmam que "se sem acessórios foi óptimo, como será a peça".
   Neste ensaio ressalve-se que foram munidos com ofertas vindas de parcerias que tornaram o termo "amante de fresco" concretizado em doces, assessórios e arte. Dizem-nos durante a entrevista que se encontram extremamente agradecidos a marcas como "SAY CAKE", "FLIRT GOURMET", "MOKIS" e "TUDO FELTRO", e claro, ao próprio hotel que lhes concede o espaço. 


    Se achamos que já sabemos tudo sobre a peça, aqui fica mais um bocadinho: Amor vs Dinheiro. Será o dinheiro primordial nas relações de hoje? Será o dinheiro mais importante do que o amor?- Esta e outras respostas na vossa peça pronta a estrear quando mal esperarem. Como sabem, a equipa do The Redeye celebra "a arte de ser random" por isso perguntamos a todos o seguinte: "Se Amantes de Fresco fosse um animal, que animal seria?". A resposta? - "Um coelho cor de rosa com botas de cabedal". (Boa resposta). 


   E para terminar, esta bela tarde passada com este magnifico elenco, nada como a típica pergunta: "O que é ser amantes de fresco?". A resposta não podia ter sido melhor, cito agora o que Filipe Salgueiro me respondeu: "Isso é algo que terás de ver na peça!".
Mais informações podem seguir a página de facebook da peça e se estiverem tão curiosos quanto nós sobre as personagens podem ver aqui. Obrigado a toda esta equipa que fez um trabalho magnifico!

Amantes de fresco por uma tarde!




Mensagem mais recente Mensagem antiga Página inicial

1 comentário:

  1. Adorei o artigo! A tua "arte de ser random" fascina-me! Parabéns :D

    ResponderEliminar

Express yourself!